Baltashow Notícias

Em MT, Rodrigo Maia elogia decisão do governador de MT em assinar decreto de calamidade financeira

Destaques

Em MT, Rodrigo Maia elogia decisão do governador de MT em assinar decreto de calamidade financeira

Durante a reunião também foram discutidas adequações na Lei Kandir e a reforma das despesas do estado.

 

Presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia se reúne com governador Mauro Mendes. — Foto: Gcom/AssessoriaPresidente da Câmara Federal Rodrigo Maia se reúne com governador Mauro Mendes. — Foto: Gcom/Assessoria

Presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia se reúne com governador Mauro Mendes. — Foto: Gcom/Assessoria

O governador Mauro Mendes (DEM) recebeu na tarde desta sexta-feira (18) o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM).

Maia avaliou como corajosa a iniciativa do governador de decretar situação da calamidade financeira no estado.

“Oficiar uma crise como a que há, como foi relatado pelo governador, é importante que se faça logo. Tome as decisões no início do governo, para que se possa organizar o estado o mais rápido possível. Depois de seis meses é muito difícil que você consiga reorganizar a máquina pública. Eu concordo com as decisões corajosas do governador Mauro. Seriam as minhas se eu estivesse na posição dele”, afirmou o deputado.

Mendes pediu apoio na liberação do recurso do Fundo de Auxílio às Exportações (FEX), no valor de aproximadamente R$ 500 milhões.

O recurso era aguardado em dezembro de 2018, mas não foi liberado e não há previsão de recebimento do valor por parte do governo federal.

“No ano passado, o Senado votou e não chegou à Câmara, mas certamente no mês de fevereiro vamos dar uma solução para esse projeto, que veio do Senado para a Câmara e o governo federal terá que se ajustar conosco para organizar o orçamento e cobrir o FEX, como aconteceu nos anos anteriores. A gente constrói a solução de forma negociada”, salientou Rodrigo Maia.

De acordo com o governador Mauro Mendes, a articulação da bancada federal é bem-vinda, principalmente na busca por recursos financeiros diante da crise econômica que assola o estado. Atualmente o governo acumula restos a pagar na ordem de R$ 3,9 bilhões.

“Tenho absoluta convicção que ele [Rodrigo Maia] poderá ser um grande parceiro não só de Mato Grosso, como do Brasil. Acredito muito no potencial e nas ideias que tem”, afirmou o governador.

Durante a reunião também foram discutidas adequações na Lei Kandir, reforma das despesas do estado e o decreto de calamidade financeira anunciado em Mato Grosso nesta semana. O documento foi protocolado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso como medida emergencial para buscar o reequilíbrio das contas do Estado.

G1

ENVIE NOTÍCIAS PARA O EMAIL
centralbaltashow@gmail.com
whatsapp Baltashow 63.984688254

Deixe seu comentário aqui:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da Baltashow Notícias e são de total responsabilidade de seus autores.