Baltashow Notícias

Após morte de ancião, 10 novos casos de coronavírus são confirmados em indígenas do povo Xerente

Tocantins

Após morte de ancião, 10 novos casos de coronavírus são confirmados em indígenas do povo Xerente

Boletim do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) mostra que total de indígenas infectados no estado chegou a 216. O número de recuperados até o momento é de 79.

Por G1 Tocantins

13/07/2020 22h22  Atualizado há 44 minutos

Aldeias do povo Xerente ficam perto da cidade de Tocantínia — Foto: Divulgação/Prefeitura de Tocantínia

Aldeias do povo Xerente ficam perto da cidade de Tocantínia — Foto: Divulgação/Prefeitura de Tocantínia

 

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) informou no boletim epidemiológico desta segunda-feira (13) que foram confirmados 10 novos casos de coronavírus entre indígenas da etnia Xerente nas últimas 24 horas. Os exames ficaram prontos um dia após a morte do ancião João Sõzê, de 89 anos, por complicações da doença, neste domingo (12).

De acordo com o DSEI, todos os novos casos são no Polo Base Indígena de Tocantínia. Não foi informado se todos os pacientes estão na mesma aldeia ou em pontos diferentes da reserva. Ainda segundo o boletim, atualmente há 216 casos confirmados de Covid-19 entre indígenas tocantinenses e duas mortes.

João Sõzê era ancião do povo Xerente — Foto: Arquivo Pessoal

João Sõzê era ancião do povo Xerente — Foto: Arquivo Pessoal

O Distrito informou que aguarda resultados para 35 casos considerados suspeitos, sendo cinco na reserva de Tocantínia e outros 30 na região de Formoso do Araguaia, sul do estado. Entre os pacientes confirmados, 79 estão recuperados. Os exames de 89 indígenas que estavam com suspeita da doença deram negativo.

A comunidade de Tocantínia ainda está muito abalada com a morte de João Sõzê. Ele era hipertenso e diabético. De acordo com o boletim médico, ele foi internado no dia 1º de julho no Hospital Regional de Miracema com febre e astenia. A família afirma que os sintomas tinham começado cinco dias antes.

O corpo foi liberado pela funerária nesta segunda-feira (13) e translado de Palmas para a aldeia em Tocantínia. O carro do Polo Base da cidade acompanhou o veículo da funerária levando os familiares. Eles foram orientados de que não poderiam abrir a urna e nem realizar o velório, para não haver aglomeração de pessoas. Também foram orientados que, ao chegarem na aldeia, deveriam realizar o sepultamento imediatamente.

Esta é o segundo caso de indígena a morrer no Tocantins vítima da Covid-19. O primeiro caso foi em Formoso do Araguaia quando o ex-cacique Juraci Wasari Javaé, que tinha 79 anos, morreu após ficar internado em Gurupi.

João Sõzê Xerente foi vítima do novo coronavírus — Foto: Arquivo pessoal

João Sõzê Xerente foi vítima do novo coronavírus — Foto: Arquivo pessoal

  • TOCANTINS
  •  
  • TOCANTÍNIA

    G1

    ENVIE NOTÍCIAS PARA O EMAIL
    centralbaltashow@gmail.com
    whatsapp Baltashow 63.984688254
     
    A imagem pode conter: Renato Baltashow Colinas, texto

Deixe seu comentário aqui:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da Baltashow Notícias e são de total responsabilidade de seus autores.